Somos, ao mesmo tempo, cidadãos de nações diferentes e de um mundo, no qual a dimensão local e global estão ligadas (Carta da Terra).

05
Jan 17

As diferentes modalidades de ética ambiental possuem uma base comum: a defesa do meio natural. Assim, uma ética ambiental é sempre “um convite para o desenvolvimento da moralidade. Toda a ética busca o respeito pela vida, mas o respeito pela vida humana é apenas um sub-aspecto do respeito pela vida em geral. Em termos práticos, o desafio último da ética ambiental é a conservação da vida na terra” (Ralston, citado em SEA).

 

 

Desde os anos 70 que a Filosofia tem vindo a alargar o seu campo de reflexão à natureza e ambiente, os quais se relacionam de forma íntima com o Ser Humano. Com esta visão alargada pretende-se compreender a relação do Homem com o mundo “não humano”, a profundidade e riqueza desse mundo, a estreita do homem face à Natureza e a sua responsabilidade perante ela.

Foram então surgindo diferentes correntes, que se podem agrupar em 2 grandes grupos: ética antropocêntrica e as éticas não-antropocêntricas.

A ética antropocêntrica defende a preservação da Natureza em nome das gerações futuras, considerando o Homem como o “sujeito principal da ética”. A preocupação com o ambiente decorre do impacto que este tem para os humanos, seja em termos de saúde ou outros, e não do respeito próprio pela natureza e ou seres da natureza.

Relativamente às éticas não-antropocêntricas, estas dividem-se em dois grandes grupos: as éticas extensionistas e as éticas holísticas.
As primeiras estendem o critério de ser moral a outros seres que não apenas os humanos (seja pelo critério da senciencia [sentimentos], seja pelo critério da consciência de si [direitos]). São exemplos:

  • Animais superiores (Tom Regan): ética dos direitos dos animais
    Todos os animais dotados de sensibilidade (Peter Singer): ética de libertação animal
    Biocentrismo (Paul Taylor): todas as formas de vida são igualmente importantes, não sendo a humanidade o centro da existência

As éticas holísticas estendem a consideração moral a toda a Natureza, incluindo os seus elementos abióticos - ar, água, solos. São exemplos:

  • Ética da terra (Aldo Leopold, Callicott): ética ecocêntrica, da qual resulta uma visão do ser humano e da natureza como partes integrantes e interdependentes num todo. Esse todo, identificado como terra, não é apenas a ideia de terra como solo, mas sim uma comunidade que inclui “solos, água, animais e plantas;
  • Ecologia Profunda ou Deep Ecology (Arne Naess, Sessions, Warwick Fox): ética que defende que não há distinção entre o humano e o não humano de tal modo que o Homem, o seu corpo, a sua identidade, é intrinsecamente constituído pelo mundo natural.
  • Ecofeminismo (Val Plummwood, Karen Warren, Jim Cheney): ética que relaciona a histórica dominação da mulher com a dominação da Natureza e a correspondente objectualização de ambas.

 

(texto elaborado para uma cadeira do curso "Cidadania Ambiental e Participação - ano lectivo 2010/2011" com base nas seguintes fontes: 

Sociedade de Ética Ambiental.
Partidário, 2008.
Vaz, S; Delfino, A.; - Livro de Ética e Cidadania Ambiental da Universidade Aberta)

 

publicado por Maria às 10:54
tags:

Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
31


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
Reduzir, reutilizar